Programação

Proposto por:

CENTROS DE P&D DE MULTINACIONAIS NO BRASIL: APRENDIZAGEM, DESAFIOS E OPORTUNIDADES

Data: 14 de novembro de 2012

APRESENTAÇÃO

A inovação se tornou peça-chave para o sucesso econômico e é pré-requisito para o desenvolvimento sustentável. Em um mercado global complexo e altamente competitivo, as empresas precisam inovar e criar produtos e serviços comercialmente viáveis com cada vez mais agilidade. Para atender a esses desafios, adotam novas abordagens para suas estratégias e processos de inovação.

Confrontadas com o aumento da competição global e o aumento de custos em pesquisa e desenvolvimento (P&D), as organizações não sobrevivem muito tempo apenas com seus próprios esforços de P&D e, por isso, optam por novos e mais abertos modelos de inovação. As atividades de inovação das empresas estão aumentando internacionalmente e elas estão adotando a “inovação aberta” - colaboração com parceiros externos, ou fornecedores, consumidores ou universidades, para se manterem à frente e chegarem a novos produtos e serviços antes de seus competidores. Ao mesmo tempo, a inovação está sendo "democratizada", na medida em que os próprios usuários de produtos e serviços – tanto empresas quanto consumidores finais - estão cada vez mais envolvidos nos processos de inovação.

As multinacionais (EMN), em particular, têm cada vez mais aberto as fronteiras de P&D dentro de suas cadeias de valor globais e dependem de inovação externa para seus novos produtos e processos. As empresas também estão empenhadas em tornar mais ativos os processos de licenciamento e venda de resultados de sua própria inovação a terceiros.

Nas últimas décadas, o Brasil tem conseguido solidificar sua comunidade científica e sua base industrial. O momento agora é de implementar políticas para integrar a pesquisa e as atividades de desenvolvimento econômico para criar um ecossistema de inovação fértil.

Esse contexto está fazendo do Brasil um país atraente para o estabelecimento de P&D de multinacionais. Só para citar alguns exemplos, empresas como Google, Ericsson, Fiat, Scania, Whirpool, Schlumberger, IBM, GE, Saab e Siemens instalaram centros de P&D no país em diferentes momentos, regiões e por diferentes razões.

O Open Innovation Center - Brasil está sediando um workshop de um dia, que irá reunir representantes de multinacionais estrangeiras, governo local e universidades para discutir lições aprendias, desafios e oportunidades para a continuação e o estabelecimento de novos centros de P&D no país.

A QUEM SE DESTINA

Atores da hélice tripla, como representantes do governo, indústria e academia, parques científicos, incubadoras e institutos de pesquisa.

Participantes devem ser fluentes em português ou inglês (haverá tradução simultânea).

AGENDA

08h30 Credenciamento
09h00 Abertura
09h10 Primeira Sessão - Desafios e realidade do investimento estrangeiro no Brasil em PD&I
Coordenação: Carlos Arruda, FDC
Apresentação da Fundação Dom Cabral
- Erika Barcelos
Depoimento Siemens - Ronald Dauscha
Depoimento Dow - John Biggs e Marcos França

Troca de experiências entre os participantes debatendo os desafios para suas empresas crescimento dos investimentos em P&D no Brasil
Debatedores convidados:
Fabio Gandour e Sergio Borger, IBM
Pontus de Laval, Saab
Cristiano Cairoli, Telefônica|Vivo
Jesper Rhode, Ericsson
Thomas Canova, Rhodia
Stefan Palskog, Scania
Roel Collier, Amyris
11h00 Coffee Break
11h20

Segunda Sessão - Perspectivas Governamentais - Por que o Brasil? Áreas de competência que o Brasil pode oferecer para as empresas
Coordenação: Marcelo Prim, Allagi
Apresentação da FAPESP - Sergio Queiroz
Depoimento da ANP - Elias Ramos
Depoimento da FINEP - Ada Gonçalvez
Depoimento MDIC - Marcos Vinicius de Souza
Dialogo com a comunidade empresarial: como poderíamos cooperar para atrair novos investimentos em P&D para o Brasil

13h00 Intervalo para almoço
14h00 Terceira Sessão - Intercâmbio e Plenária final: "Agenda estratégica para governo, indústria e academia para atrair e manter investimentos estrangeiros em P&D,I para o Brasil"
Moderação:
Carlos Arruda, FDC
Mesas com representantes das empresas, agências de governo, universidades, ICTs:
1. Como criar um ambiente de dialogo para atrair e manter investimentos em P&D, I para o Brasil?
2. Como criar mecanismos para aumentar a interação empresas multinacionais e ICTs e universidades publicas?
3. O que podemos fazer em nossas organizações (empresas/universidades/agencias de governo/ICTs) para avançarmos nesta agenda
15h00 Plenária - Registro das recomendações e proposições para envio para autoridades, orgãos devidos e para o conselho diretivo da MEI
15h30 Encerramento e Coffee Break

* Programa preliminar sujeito a alteração sem aviso prévio / Preliminary program subject to change without notice

PROPOSTO POR

O evento é uma atividade sem fins lucrativos proposta pelo Centro de Open Innovation Brasil.

CUSTO DE PARTICIPAÇÃO

Durante o programa as instituições parceiras poderão expor seus produtos e serviços no expo lounge.
Contate: Ádiler Carolina Vilkas - adiler.vilkas@openinnovation.wiki.br.

Participações individuais:

CATEGORIA Até 8/11 No evento
Profissional não associado R$ 1.125,00 R$ 1.250,00
Profissional Associado à Instituição Apoiadora R$ 900,00 R$ 1.000,00
Professores de Ensino Superior e Estudantes de Mestrado ou Doutorado Acadêmico R$ 500,00 R$ 625,00

INSCRIÇÃO

Prazo para inscrição antecipada: 8 de novembro, 2012.

Mais Informações: carla.colonna@openinnovation.wiki.br

Confira as últimas edições do Boletim OIC:

» Novembro   » Outubro   » Setembro  » Ver todos

Receba os Boletins OIC.

» Ciência sem Fronteiras promoveu maior encontro de países e empresas já realizado desde seu lançamento
Nesta terça-feira, 13 de novembro, o programa Ciência sem Fronteiras, do Governo Federal, promoveu a maior reunião de países, empresas e organizações parceiras já realizada desde seu lançamento...


» Outras notícias